BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Prefeitura alerta sobre prevenção à dengue durante a pandemia


Os casos confirmados de dengue cresceram mais de 200% na capital do Amazonas no comparativo dos primeiros semestres de 2020 e 2019. Para reforçar à população os cuidados necessários à prevenção da doença, em meio à pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura de Manaus lançou esta semana uma campanha de combate ao mosquito aedes aegypti, que contam ainda com reforço de visitas domiciliares feitas pelos agentes da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Somente no primeiro semestre de 2019, foram registrados 173 casos confirmados de dengue em Manaus. Já no mesmo período de 2020, a capital possui 525 confirmações, o que representa um aumento de 203,5% durante o inverno amazônico e o agravamento da pandemia do novo coronavírus, que teve seu pico nos meses de abril e maio.

Além da dengue, o aedes aegypti transmite também zika vírus e chikungunya. Apesar disso, as duas últimas doenças tiveram redução no mesmo período comparado, entre 2019 e 2020. O Devae contabilizou a queda de 33,3% dos casos confirmados da zika e de 95,2% em relação à chikungunya. A diferença se dá, pois a dengue possui quatro tipos de vírus, aumentando a possibilidade de contaminações.

A campanha municipal de combate ao Aedes aegypti se alia às visitas domiciliares de agentes de endemia da Semsa. Nas ações, é feita a busca ativa de criadouros, além de orientações aos residentes das casas, com distribuição do check-list adesivo Dez Minutos Contra a Dengue. Com esse material afixado na parede de casa, os moradores podem realizar, a cada sete dias, vistorias em suas residências, seguindo a lista de locais com possibilidade de proliferação das larvas do mosquito. As visitas são feitas mantendo o distanciamento social.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.