BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Foragidos que receberam auxílio emergencial são presos em Manaus


A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) divulgou, nesta segunda-feira (29/06), os resultados da primeira fase da Operação “Afronte ao Auxílio”, que prendeu 28 pessoas com mandados de prisão em aberto e que se cadastraram para receber o Auxílio Emergencial do Governo Federal. As investigações começaram após envio de uma lista com nomes suspeitos pela Controladoria Geral da União (CGU). Os mandados de prisão começaram a ser cumpridos em Manaus, desde a segunda-feira da semana passada.

Foram cumpridos 32 mandados judiciais que estavam em aberto e que resultaram na reclusão de 28 suspeitos de crimes. Havia indivíduos com mais de um mandado judicial de prisão. Nesta primeira fase da operação, foram cumpridos mandados relativos aos crimes de homicídio, tentativa de homicídio e tráfico de drogas. Dos 28 presos, 15 eram homicidas. O trabalho está sendo coordenado pela SSP-AM e as investigações conduzidas pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM).

O secretário de Segurança Pública (SSP-AM), coronel Louismar Bonates, explicou que a CGU enviou uma lista com mais de 550 nomes de pessoas que poderiam ter recebido o auxílio indevidamente. “Destes, foram comprovados 321 irregularidades e vários estão em investigação. É um absurdo que essas pessoas envolvidas com o crime tenham buscado receber o auxílio e nós estamos aqui para dar apoio à Controladoria, para que o dinheiro seja devolvido”, afirmou.

A delegada-geral da PC-AM, Emília Ferraz, informou que a Operação vai continuar e a polícia segue nas ruas diuturnamente. De acordo com a CGU, o objetivo do trabalho foi coibir o pagamento indevido do Auxílio Emergencial a criminosos. Além de serem recolhidos para cumprir pena pelos delitos já cometidos, eles devem responder, ainda, por falsidade ideológica e estelionato. Operações semelhantes já ocorreram em quatro estados brasileiros: Paraná, Rondônia, Goiás e Paraíba.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.