Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - O sofrimento dos aposentados na fila do banco


No dia do pagamento dos aposentados do INSS – 1º dia útil do mês – uma cena lamentável foi registrada no Bradesco da Sefaz.

Uma longa  fila de idosos, do lado de fora do banco, posicionados um a um sobre uma faixa amarela  pintada no chão, com a advertência ESPERE, em letras pretas – para manter a distância orientada pela OMS –, aguardando horas a fio para serem atendidos. Quando entram no banco, esse atendimento é feito em caixa eletrônico, onde a maioria os velhinhos tem dificuldade com biometria e senhas. Como só pode entrar de quatro em quatro, a espera é longa e estafante, sob o mormaço da manhã. É muito sofrimento para quem já trabalhou a vida inteira.

Mudou pra pior

Antes da pandemia, o pagamento do benefício era feito com o banco aberto às 07:00 horas, quando os aposentados eram colocado em poltronas no ar-condicionado e recebiam o atendimento prioritário. Na boca do caixa, o atendimento era mais célere, fácil  e o tempo em que os aposentados permaneciam dentro da agência era bem menor.

Que prioridade é essa?

Agora, o atendimento começa somente às 08h. O problema é que muito aposentado estava acostumado a chegar cedinho para sacar seu dinheiro no caixa e ir embora. E aí continuam chegando às 6h30. E aí ficam duas horas, em pé,  no calor e às vezes até sem ter tomado café.

Justificativa oficial

Um gerente tentou explicar.

— Vocês têm que entender que o banco está em contenção.

Sim, mas não colocaram três auxiliares para atender os idosos no caixa eletrônico, por que, então, não colocar esse três funcionários em três bocas de caixas, no balcão?

Leão que aguarde

Diante da disseminação do novo coronavírus no país, o secretário da Receita Federal, José Tostes Neto, anunciou que os contribuintes terão dois meses a mais para entregar a declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) e 2020, relativo aos rendimentos de 2019.

Dia de São Pedro

O prazo, que seria até 30 de abril, passa a ser até 30 de junho, disse, em entrevista coletiva, nesta quarta-feira (1/4).

— Decidimos pela prorrogação considerando demandas e relatos de contribuintes que estão confinados em casa –, justificou Tostes.

Descomplicando

Muitas pessoas, segundo o secretário, têm dificuldade para buscar documentos necessários para o preenchimento da declaração, como notas fiscais.

—Estão em escritórios, empresas. Faltam documentos que necessite contactar clínicas, serviços médicos –, listou.

Foco no interior

Depois direcionar a maioria dos recursos de suas emendas parlamentares à saúde básica dos municípios – um total de R$ 53.700 milhões – o deputado federal Marcelo Ramos (PL-AM), solicitou a todas as Secretarias Municipais de Saúde do interior do Amazonas um diagnóstico preciso acerca dos seu sistema de saúde pública.

Direcionar os gastos

O objetivo é, de posse desses dados, garantir efetividade nos gastos dos recursos que virão das emendas parlamentares, bem como dos governos estaduais e da União.

— Conhecendo de antemão as demandas, podemos, por exemplo, minimizar as carências no atendimento à população –, disse o parlamentar.

Gasolina cara

Através de vídeo-conferência, a Assembleia Legislativa  debateu com técnicos da Agência Nacional do Petróleo, (ANP), da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) e do Ministério da Justiça os preços dos combustíveis, que, no Amazonas,  não acompanham nas bombas as reduções anunciadas pela Petrobras.

Me engana que eu gosto

Para o deputado  João Luiz (Republicanos), falta transparência no processo.

— Nos últimos dias, a Petrobras chegou a anunciar uma redução de até 40% no valor da gasolina, no entanto, essa baixa não chega até as bombas de combustível. Logo, o consumidor final não está sendo beneficiado –, explicou.

Mistério da gasolina

JL, que é presidente da Secretaria Especial de Defesa do Consumidor da União Nacional de Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale),  questiona em que ponto do processo essa redução é inviabilizada.

— Se o produto sai da refinaria mais barato, em qual processo desta cadeia, essa redução se perde, se levarmos em consideração todas as etapas – desde a produção, refino, distribuição e revenda? É isso que queremos entender e explicar para o consumidor –, cutucou o deputado.

Queda nas vendas

Tem mais uma em relação ao setor de  combustíveis.

Por conta da pandemia do coronavírus, o segmento da revenda vem contabilizando queda de mais de 70% nas vendas, dizem os empresários. De acordo com informações dos Sindicombustíveis do país,  a situação do setor é gravíssima.

Coitadinhos deles

E por isso os revendedores  segue em contato com diferentes instâncias dos governos federal, estadual e municipais para minimizar os efeitos da crise.

Uma das propostas do setor para amenizar as perdas é a redução de impostos estaduais e federais.

Segundo eles, é  provável que muitas empresas não terão capital de giro para sobreviver a uma redução tão brusca de faturamento, caso novas medidas de apoio não sejam implementadas.

Patrulha nas águas

Para cumprir o Decreto n° 42.087, de 19 de março de 2020, que suspende pelo prazo de 15 dias os serviços de transporte fluvial intermunicipal de passageiros, embarcações de pequeno, médio ou grande porte estão sendo fiscalizado pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados e Contratados do Estado do Amazonas (Arsepam).

Navegar é preciso

No entanto, o Conselho Estadual de Regulação aprovou resolução que libera o transporte essencial. Isto é, aqueles que, se não atendidos, colocam em perigo a sobrevivência, a saúde ou a segurança da população.

Assassinato na aldeia

Um líder dos índios Guajajara foi encontrado morto no estado do Maranhão, na Amazônia. O anúncio foi feito na  terça-feira pela Secretaria Estadual de Direitos Humanos e Participação Popular.

Zezico Guarajara

O corpo de Zezico Guajajara, diretor do Centro de Educação Escolar Indígena de Azuru, foi encontrado, baleado, na estrada de acesso à reserva da Terra Indígena Arariboia, na jurisdição do município de Arame.

Madeireiros

Ainda não são conhecidos os motivos e as circunstâncias do que aparenta ter sido um assassinato. A Terra Indígena Arariboia é uma reserva de 413 mil hectares partilhados por 12 mil índios de três etnias diferentes e onde são recorrentes os conflitos com madeireiros.

Eles estão certos

Falando nos índios, ninguém sabe como os do amazonas estão agindo nesses tempos de coronavírus. Mas, os índios de Roraima, temendo o avanço do novo coronavírus, estão interrompendo o acesso de veículos e de não-índios a seus territórios.

Aqui não passa

De acordo com o Conselho Indígena de Roraima (CIR), ao menos 25 comunidades já bloquearam o tráfego e proibiram a aproximação de pessoas de fora.

Boticário dá exemplo

Para ajudar na prevenção da COVID-19 e aumentar o acesso a itens de higiene à população, o Grupo Boticário intensificou a produção e o envase de álcool em gel, álcool líquido 70% e sabonetes para doação a pessoas em vulnerabilidade social, governo e redes públicas de saúde da Bahia e Paraná e a seus colaboradores e familiares. Serão destinadas 216 toneladas de produtos no total.

Larga produção

Os itens de higiene serão produzidos nas duas fábricas da empresa em São José dos Pinhais (PR) e Camaçari (BA), que estão operando apenas de maneira parcial apenas para atender a esta demanda. Para os colaboradores escalados a atuar nesta força-tarefa, o Grupo reforçou todas as medidas de higiene e segurança necessárias nesse momento de pandemia. Para aqueles que atuam nas linhas de produção de perfumes, maquiagem e cremes, que serão paralisadas nesse período, a empresa concedeu férias coletivas.

A doará R$ 500 mil para apoio à compra de equipamentos hospitalares

ORGULHO

Philippe Coutinho, jogador da seleção brasileira de futebol, fez mais uma boa ação. Agora ele doou 20 toneladas de alimentos e produtos de higiene para comunidades carentes do Rio de Janeiro. A comida já começou a chegar e as primeiras a receber as doações foram as comunidades da Mangueira e da Barreira do Vasco. E os alimentos chegam em boa hora, durante o isolamento social. Coutinho é nascido e criado no bairro do Riachuelo, na zona norte do Rio de Janeiro. Ele está mandando a ajuda por intermédio de associações de moradores.

VERGONHA

Ontem pela manhã, o presidente Jair Bolsonaro postou no twitter

um vídeo que denunciava o fechamento da Ceasa de Belo Horizonte, importante centro de distribuição de alimentos para varejistas de toda a região metropolitana da capital.“Para você que falou, depois do discurso do presidente, que economia não tinha importância, que importante eram vidas, dá uma olhada nisso aí. Pois é, fome, desespero, caos também matam”, diz o homem no vídeo, que alegou ter gravado no dia 31 de março na Ceasa, em Belo Horizonte. Segundo ele, a “culpa é dos governadores”, porque o presidente quer uma “paralisação responsável.” Imediatamente, começaram a surgir desmentidos cabais de sua mentira. Repórteres  da CBN  e pessoas comuns começaram a postar vídeos da Ceasa em pleno funcionamento.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.