Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Pronunciamento de Bolsonaro choca o país



Em seu terceiro pronunciamento em rádio e televisão sobre a crise do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro voltou a minimizar na noite desta terça-feira (24) a gravidade da doença.

Ele comparou novamente a Covid-19 a uma “gripezinha” ou “resfriadinho” e pediu para prefeitos e governadores “abandonarem o conceito de terra arrasada” e “histeria” que, para ele, inclui o fechamento do comércio “e o confinamento em massa”. O grupo de risco é o das pessoas acima de 60 anos. Então, por que fechar escolas? Raros são os casos fatais de pessoas sãs com menos de 40 anos.”

Bolsonaro também atacou a mídia, que, para ele, criou um ambiente de pavor, e voltou a criticar governadores. A fala do presidente foi acompanhada por panelaços em algumas cidades do país, pelo oitavo dia seguido.

Cutucou a Globo

No mesmo pronunciamento, em rede de rádio e televisão, Bolsonaro parabenizou a imprensa, mas alfinetou a TV Globo e o médico Drauzio Varella, a quem chamou de “aquele médico daquela conhecida televisão”.

Liderança séria

Em nota, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, considerou "grave" a posição do presidente Jair Bolsonaro exposta durante pronunciamento em cadeia nacional na noite desta terça-feira (24).

Ele disse ainda que o Brasil "precisa de uma liderança séria, responsável e comprometida com a vida e a saúde da sua população".

Na contramão da história

Para  Alcolumbre, a posição do presidente da República "está na contramão das ações adotadas em outros países e sugeridas pela própria Organização Mundial da Saúde (OMS)".

— Reafirmamos e insistimos: não é momento de ataque à imprensa e a outros gestores públicos.  É momento de união, de serenidade e equilíbrio, de ouvir os técnicos e profissionais da área para que sejam adotadas as precauções e cautelas necessárias para o controle da situação, antes que seja tarde demais –, diz o documento.

Irresponsável e insensível”

Ex-aliada do capitão,  a deputada federal Joice Hasselmann, líder do PSL na Câmara dos Deputados, não poupou críticas ao presidente

Jair Bolsonaro.

Hasselmann classificou o discurso de Bolsonaro, que rotulou a COVID-19 como gripezinha, mais uma vez, como ‘irresponsável’, chamando o presidente de ‘inconsequente e insensível’.

Insanidade mental

Joice Hasselmann  disse que o Brasil precisa de um líder com sanidade mental. Todas as chances que o PR (presidente da república) teve de acertar ele mesmo jogou fora. Erra e se orgulha do erro estúpido”, afirmou Joice por meio das redes sociais.

Trapalhada no Planalto

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) avaliou como “impulsiva” e “irresponsável” a Medida Provisória (MP) anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que  suspendia os contratos de trabalho por quatro meses, sem o pagamento de salários. A proposta foi duramente criticada por sindicatos, trabalhadores e parlamentares.

Voltou atrás

— A reação da população foi imediata e contrária.

Na segunda-feira mesmo ele voltou atrás com o argumento de que teria sido enganado pelo (ministro) Paulo Guedes –, disse Serafim durante a sessão online da ALE-AM desta terça-feira, 24.

Não está imune

Empresários, entretanto, divergiram sobre a medida.

Para alguns, as medidas são acertadas, diante da crise econômica decorrente da pandemia do coronavírus, e o presidente não está imune a equívocos, considerando a gravidade da situação.

Inexperiência

Outros criticaram a decisão e consideraram-na fruto da inexperiência política, das pressões de outros empresários e da falta de articulação com o Congresso Nacional, sindicatos patronais e de trabalhadores.

Lá vem ele de novo

Apesar do recuo de Bolsonaro,  que iria ferir de morte os trabalhadores brasileiros, Serafim advertiu sobre uma nova MP publicada nesta terça-feira (24/03) que  ataca a Lei de Acesso à Informação (LAI).

Sem informações

Sarafa avaliou que  a LAI fica sem ter validade durante o período de pandemia, porque ele suspende o prazo para o fornecimento de informações.

—  E o que mais precisamos nesse período de pandemia do novo coronavírus é de informações verdadeiras, oficial e que venham das autoridades –, reagiu Serafim.

Nem que “sim”...

O presidente da Assembleia Legislativa, Josué Neto (sem partido) propôs ao governador Wilson Lima antecipar o pagamento dos salários dos servidores públicos que está programado para o dia 05 de abril.

...nem que não!

Ontem ele disse a D&F que o governador recebeu a dica de “forma muito tranquila”.

No entanto, não respondeu que “sim” e nem que “não”.

— Apenas que  está tomando todas as providências para garantir os salários dos servidores –, revelou Neto.

Estado de Calamidade

Arthur Virgílio Neto também tem concentrado toda sua atenção nos cuidados para conter curva exponencial ascendente de novas infecções de coronavírus.

O prefeito decretou Estado de Calamidade Pública em Manaus para fazer frente aos efeitos da Covid-19, nos aspectos sociais e econômicos.

Já está na Aleam

O decreto 4.787 foi publicado na edição eletrônica do Diário Oficial do Município (DOM) de segunda-feira, 23/3.

Ato seguinte, o prefeito encaminhou mensagem à Assembleia Legislativa solicitando o reconhecimento, conforme exigido no artigo 65 da Lei Federal Complementar 101 (Lei de Responsabilidade Fiscal).

Positivo para Secretário

E por falar em Prefeitura, Virgílio informou que o secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antônio Nelson Júnior, testou positivo para o novo coronavírus, causador da Covid-19.

No isolamento

O prefeito garantiu que  todas as medidas do protocolo de quarentena foram adotadas para os diretores de área e demais servidores públicos que tiveram contato com ele na última semana.

— Antes mesmo do resultado, o secretário já estava em isolamento, conforme recomenda a Organização Mundial de Saúde –, disse Arthur.

Até o motorista

Um dos motoristas do presidente Jair Bolsonaro deu entrada em um hospital de Brasília após apresentar problemas respiratórios, o que levanta a suspeita de contaminação pelo novo coronavírus.

De acordo com o jornal Correio Braziliense, o estado de saúde do motorista é estável.

Ele não tem febre, mas apresenta dificuldade para respirar. O funcionário foi submetido ao teste da Covid-19 e aguarda o resultado.

O outro também

Nos últimos dias, outro motorista da Presidência da República também foi submetido ao teste.

O primeiro exame deu positivo, mas a contraprova deu negativo para o novo coronavírus.

Ele não!

De acordo com o presidente, os testes dele para detectar coronavírus deram negativos.

Mas outras 23 pessoas que participaram da comitiva de Bolsonaro aos Estados Unidos no início de março já testaram positivo para a Covid-19.

Então,  tá!

Quer dizer ministros testam positivo para o coronavírus, assessores testam  positivo, motorista testa positivo e  o presidente é o único que continua imune.

Não vai ter prêmio

O novo coronavírus atacou até mesmo os sorteios mensais da Campanha Nota Fiscal Amazonense.

Eles estão suspensos em razão da crise desencadeada pela pandemia. A medida é necessária em virtude do comunicado da Caixa Econômica Federal, nesse domingo (22/03), informando a suspensão dos sorteios da Loteria Federal por três meses.

Merreca tá valendo

A medida vale para os sorteios mensais de março, abril e maio.

Já os sorteios diários, com prêmio de R$ 200 a R$ 1.000, continuam normalmente.

A modalidade de sorteios instanâneos (diários) continua normalmente. Diariamente são distribuídos um prêmio de R$ 1.000 e cinco de R$ 200.

Feira mais cedo

A feira da Manaus Moderna, no Centro de Manaus, vai reduzir o horário de funcionamento, para resguardar a saúde dos permissionários e clientes.

A partir desta terça-feira, 24/3, o atendimento passou a ser de 2h às 13h, de segunda a domingo.

Garanta o peixe

Com mais de 730 permissionários, a feira da Manaus Moderna é o maior entreposto de Manaus, além de ser um serviço considerado essencial para a população.

Principalmente por causa do peixe e frutas  e hortifrútis.

Querido português

A generosidade do jogador português Cristiano Ronaldo explica porque ele é um dos  jogadores mais queridos do mundo.

Ele vai ajudar a equipar duas alas de hospitais – em Santa Maria, em Lisboa, e em Santo António, no Porto, para internar infectados de Covid-19.

As alas incluem camas, ventiladores, monitores cardíacos, bombas e seringas infusoras.

No Santo António é uma ala para cuidados intensivos e também utiliza o nome do doador.

ORGULHO

O técnico do Manchester City , Pep Guardiola, doou um milhão de euros (cerca de R$ 5,4 milhões) nesta terça-feira (24) para comprar suprimentos médicos na luta contra a pandemia do novo coronavírus.

O dinheiro foi direcionado para a Fundação Ángel Soler Daniel, que administra a Faculdade de Medicina de Barcelona. A quantia é para a compra e produção de materiais e equipamentos de saúde.

VERGONHA

Menos de um dia depois de postar um vídeo no Instagram onde falava que o Brasil não poderia parar por causa de 5 mil ou 7 mil mortes pelo coronavírus, o empresário e dono do Madero, Júnior Durski, fez nova postagem, e pediu desculpas. "Eu peço desculpas! Por favor, me desculpem se fui mal interpretado", escreveu. "Eu me incomodo e me preocupo muito com cada uma das pessoas que já estão morrendo ou que morrerão por conta do coronavírus. Não tenho dúvidas de que não podemos deixar ninguém para trás", fala no vídeo. Durski diz que a sua crítica no vídeo anterior era com as medidas que ele considera desproporcionais, como fechar feiras e pequenos comércios, que poderiam até ajudar a evitar aglomerações maiores, já que pegariam um público local e restrito.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.