BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - O Canto do Cisne de Amazonino


Eric Arthur Blair, escritor, jornalista e ensaísta político inglês, que assinava seus textos como o pseudónimo George Orwell, escreveu certa vez que “a história é contada pelos vencedores”.

Orwell pode até estar certo, mas, no caso de Amazonino Mendes, um político de 81 anos que já foi governador quatro vezes, prefeito três e senador, e que neste domingo, 29/11, perdeu a última eleição de sua vida, a história pode, sim, ser contada a por um “derrotado” nas urnas, mas que venceu  outras sete eleições, se mantendo como o político mais importante do estado por 37  anos. Logo, independente de derrotas eleitorais – Amazonino amargou quatro e venceu sete toda a sua vida pública –, pode se dizer que ele é vitorioso. E  mais ainda quando sabe reconhecer demonstra maturidade na derrota, desejando uma boa administração ao vencedor.

— Parabéns ao  candidato vitorioso, sr. David Almeida. Que  Deus  o proteja, o ilumine e dê maturidade,  lucidez, muita garra, vontade de  trabalhar e, sobretudo,  amor -disse o ex-governador – em um bife gravado após reconhecer a derrota.

Última eleição

Havia um quê de nostalgia Mazoca, ao agradecer e se despedir de seus eleitores que lhe deram 443.747 votos (48,73%), contra  466.970 votos (51,27%)  de David.

—  A minha gratidão é imorredoura. Provavelmente, esta teria sido a última disputa eleitoral da minha vida, quase toda dedicada a você, à nossa gente. Muito obrigado – disse.

Dias de glória

Amazonino ganhou as eleições de 1986, 1994, 1988 e 2017 para o Governo do Estado. A de 1990 para o Senado e as de 1992 e 2008 para a Prefeitura de Manaus.

Amarga derrota

Mazoca perdeu duas eleições para Governador – 2006 e 2018. E duas para a Prefeito, 2004 e 2020. Logo, tem saldo de pontos.

Grandeza na derrota

Nenhum político gosta de pensar em perder uma eleição. Afinal, está disputando para ganhar. Mas, exatamente por isso, alguém precisa perder. Isso faz parte do jogo e é algo com o qual qualquer político precisa lidar.

Faz parte da vida

E, na “saideira” de sua vida política, o Negão demonstrou que soube lidar com isso. Afinal, ganhar é o sonho, perder faz parte do jogo. Veja o que ele disse:

—  Perder faz parte da vida. Me resta o quê?  Continuar esse amor que sempre tive pelo povo de Manaus e desejar que a nova administração,  independente  de der feita por meu adversário vitorioso, que  seja uma ótima administração. Por você, para o seu bem. Afinal, você escolheu –, disse.

Conselho de mãe

Em sua primeira entrevista como prefeito eleito, David Almeida (Podemos)  revelou uma frase que sua mãe, d. Rosa Almeida (falecida no sabádo) ,  escreveu para ele, e que foi lembrada por sua filha,  Ariel, a caminho do hotel onde aconteceu a coletiva.

—  Veja  o que minha mãe escreveu. Para meu filho David: “É preciso coragem para ser diferente  e compromisso para permanecer diferente!”

Compromisso

Sob forte emoção, o prefeito eleito completou:

— Eu tenho compromisso moral  comigo mesmo e com a minha vida!

Primeira filha

David e a filha Aryel: Primeira Filha

Antes de anunciar os nomes da comissão de Transição, o prefeito eleito explicou a presença constante de sua filha Ariel, ontem, sentada à sua esquerda:

— Não terei primeira dama. Tenho a primeira e única filha!

David e Ariel 

Bancada em dobro

David também anunciou o que ele chamou de “uma ótima notícia para todos nós”. E relatou uma conversa com o presidente nacional de seu partido, o Avante, deputado Luís Tibé.

— Ele me disse que a partir de agora, o Amazonas vai ter uma bancada de 16 deputados, porque os oito deputados do Avante vão de unir à nossa bancada para defender os interesses do Amazonas e da Zona Franca de Manaus.

82 prefeitos

O Avante foi um dos partidos que mais cresceram nas eleições municipais de 2020. Saltou de 12 prefeituras conquistadas em 2016 para 82 prefeitos eleitos neste ano em todo o Brasil, um crescimento de 683%.

Separados por uma eleição

Ao anunciar o nome de Clécio  Freire para a Comissão de Transição, David arrancou risos dos jornalistas:

— O Clécio está por aqui? Ah, sim, lá está ele, o irmão do Fabrício Lima. Não é a cara dele? (risos).

Claro que não tem nada a ver, mas, de fato Clécio é a cara do ex-vereador Fabrício.

Tem dinheiro....

O prefeito Arthur Virgílio (PSDB) disse esperar que o novo chefe do Executivo municipal, David Almeida,  dê continuidade às melhorias que vem sendo realizadas em Manaus.

...Dá pra fazer!

— Minha expectativa é a de que o novo prefeito continue as obras de melhoria da cidade, por haver muitos projetos bons, por estarmos com uma boa organização fiscal, dinheiro em caixa e obras em andamento –, declarou.

Ai de ti, consumidor

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu nesta segunda-feira (30) que haverá cobrança extra na conta de luz dos consumidores a partir desta terça (1º).

Em reunião extraordinária, a Aneel decidiu que será cobrada a bandeira vermelha patamar 2, cujo valor é o maior no sistema de bandeiras da agência.

Prometeu, não cumpriu

Com isso, a cobrança extra será de R$ 6,24 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

Em 26 maio, a Aneel havia anunciado que não haveria cobrança extra na conta de luz até 31 de dezembro deste ano, em razão da pandemia do novo coronavírus.

Cara de pau

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) vai pedir esclarecimentos a Sergio Moro sobre seu novo trabalho na consultoria internacional Alvarez & Marsal.

O órgão quer saber se sua função terá alguma relação com a advocacia e onde se dará a prestação do serviço.

“Tem algo de podre..."

A consultoria Alvarez & Marsal (A&M), com sede nos Estados Unidos, administra a recuperação judicial da Odebrecht e OAS, empresas quebradas pela Lava Jato, comandada pelo então juiz Moro, que será sócio-diretor da A&M em São Paulo.

Tiro no saco

O senador Major Olímpio (PSL-SP), ex-aliado de Jair Bolsonaro, disse que a participação do ex-juiz Sergio Moro como sócio-diretor da norte-americana Alvarez & Marsal é “um tiro no próprio saco”. Segundo o senador, não é no pé, porque “as sequelas são piores [no saco]”

ÚLTIMA HORA

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), citou João Doria (governador de São Paulo, do PSDB), Luciano Huck (apresentador da Rede Globo), ACM Neto (atual prefeito de Salvador, do DEM) e Ciro Gomes (PDT) como possíveis nomes para a eleição presidencial de 2022.

Um setor da direita também cogita lançar Sergio Moro, ex-juiz e ex-ministro de Jair Bolsonaro, mas Maia descartou o nome e ironizou sua participação em consultora norte-americana que lucra com recuperação da OAS e da Odebrecht, que a Lava Jato ajudou a destruir. “Agora Moro é consultor de uma empresa que presta serviço para a Odebrecht. Acho que ele já está encaminhado”, disse.

ORGULHO

Mirem-se no exemplo: Um casal de Illinois, nos EUA, teve que cancelar a festa de casamento por causa da COVID-19, mas reverteu a decepção em ajuda pra centenas de pessoas. No Dia de Ação de Graças, celebrado na última semana de novembro pelos norte-americanos, eles usaram o dinheiro da celebração para alimentar pacientes com transtornos mentais. Emily Bugg, de 33 anos, e Billy Lewis, de 34, se casaram em 1º de outubro na Prefeitura de Chicago. Os noivos usaram o dinheiro pra comprar 200 jantares de Ação de Graças para pessoas internadas na Thresholds, uma clínica sem fins lucrativos que ajuda pacientes com transtornos mentais graves e dependentes químicos.

VERGONHA

O ministro Kassio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal, pediu destaque e interrompeu o julgamento de mais uma ação que discutiria se o presidente Jair Bolsonaro pode ou não bloquear usuários nas redes sociais. No último dia 16, o ministro adotou o mesmo procedimento e paralisou a análise de um processo sobre o mesmo tema, que estava pautado no plenário virtual da Corte.  O pedido de destaque foi apresentado no sábado 28, um dia depois de o julgamento ter sido iniciado na plataforma com o voto da ministra Cármen Lúcia, relatora do processo movido pelo advogado Antônio Carlos Carvalho. Ela votou para obrigar Bolsonaro a desbloquear o jornalista e ex-candidato a vereador William  de Lucca (PT). Segundo Cármen, o ato de bloqueio por parte do presidente é ‘antirrepublicano’ e contraria os princípios da Democracia ao excluir do debate o cidadão que ‘não o adule’ em seus comentários.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.