BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Amazonas confirma mais 743 casos e 9 óbitos por coronavírus


O Boletim Diário Covid-19 da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), edição nº 167, divulgado nesta terça-feira (15/09), confirma a recuperação de mais 629 amazonenses nas últimas 24 horas, chegando a 108.692 o número de pessoas recuperadas da Covid-19 no estado. Esta quantidade representa 84% dos casos confirmados da doença.

Nesta edição do boletim, foram confirmados mais 743 casos da doença no Amazonas, sendo 692 detectados por testes rápidos, que identificam os anticorpos, com data de início dos sintomas entre, pelo menos, oito e 60 dias ou mais das primeiras manifestações da Covid-19; e 51 são novos casos detectados por RT-PCR, que aponta casos novos que estão entre o 3º e 6º dias da doença. Deste total de RT-PCR, 14 são no interior do estado e 37 na capital.

Conforme o boletim, foram confirmados oito óbitos por Covid-19 ocorridos nas últimas 24 horas, e um por confirmação diagnóstica na data de hoje, elevando para 3.907 o total de mortes. Na capital, de acordo com dados da Prefeitura de Manaus, nesta segunda-feira  (14/09), foram registrados 33 sepultamentos e nove óbitos em domicílio. O boletim acrescenta ainda que 15.551 pessoas com diagnóstico de Covid-19 estão sendo acompanhadas, o que corresponde a 12% dos casos confirmados ativos.

Nesta edição, 15 municípios não atualizaram o sistema de informação para consolidação dos dados do boletim. São eles: Apuí, Barcelos, Beruri, Canutama, Carauari, Envira, Japurá, Juruá, Jutaí, Manacapuru, Santa Isabel do Rio Negro, Santo Antônio do Içá, Tabatinga, Tapauá e Tonantins. Dos 128.150 casos confirmados no Amazonas até esta terça-feira (15/09), 45.909 são de Manaus (35,82%) e 82.241 do interior do estado (64,18%).

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.